Thursday, May 7, 2020

O Amor mais Vadio da minha vida!

Qual pode ser o Amor mais Vadio da vida de uma pessoa? Hoje, mais de um ano depois do último post, resolvo contar o que anda acontecendo na minha vida, aproveitando o aniversário do nosso querido Vadio Amor, e apresentar pra vocês a razãozinha do meu viver, o pequeno (por enquanto) Gael.



O ano de 2017 foi um limbo pra mim. Foi difícil, foi pesado, foi confuso, foi praticamente mortal. 2018 foi um ano de recuperação e 2019 já foi iluminado! E quem iluminou tudo isso?

Em primeiro lugar, meu companheiro mais que maravilhoso, que deu o maior suporte do mundo pra eu sair de uma crise emocional profunda e que, logo em seguida, me deu a coisinha mais preciosa que temos hoje, nosso Gaelzinho!

Depois, lógico, o próprio Gael, que chegou arrasando nossas vidas com um carregamento gigante, infinito, de Amor em forma de sorrisos!

Agora, como se não bastasse, estamos esperando nossa segunda criaturinha (que se recusa a mostrar se é um menininho ou uma menininha nos ultrassons... personalidade forte já) e não poderíamos estar mais próximos do Nirvana!

Que loucura isso de ter filhos! Que bomba de sentimentos (e não só pelos hormônios da gestação, que olha.... são infinitamente mais loucos que os da TPM. hahaha)! Todos os dias acordo, olho pro Gael dormindo ao meu lado, entre eu e meu marido, e abro um sorriso imenso! Logo em seguida penso como vou fazer pra criar essa pessoinha pra ser um ser humano bacana e me desespero. Depois, volto a ficar absurdamente feliz quando ele abre os olhinhos, vê a gente do lado dele e dá um sorrisão! Gente! É doideira demais!

E por que eu to dizendo que ele é o Amor mais vadio da minha vida? Assim como a outra pessoinha também vai ser? Porque agora o tal do incondicional tá começando a fazer sentido. Porque vai ser foda demais ver meus filhotinhos sofrerem, especialmente por amor. Porque vai ser dilacerador quando eles me disserem que não querem mais beijos porque dá vergonha, quando disserem que não querem mais sair com a gente porque a gente é velho, quando disserem que vão se mudar pra ir estudar.... mesmo que tudo faça parte e de orgulho por vê-los crescendo e se tornando crianças, adolescentes, homens (e/ou mulheres... vamos ver se descobrimos no próximo ultrassom hahaha).

E o peso de educar essas crianças pra respeitarem os direitos dos outros, serem compreensivas, serem colaborativas ao invés de competitivas, pensar nas escolhas que elas farão e que dificultarão as vidas delas porque o mundo é escroto.... nossa! Vou lá chorar um pouco no banheiro e já volto pra continuar...

E pensar em tudo o que eles realizarão e que me deixarão cheia de orgulho, cheia do sentimento de realização como mãe e cheia, mas cheia mesmo, de lágrimas nos olhos... (banheiro pra chorar mais um pouco e já volto..)

E nas coisas que eles farão que me obrigarão a pensar se eu errei demais e não dá pra consertar... e tentar discernir quando a culpa foi a criação que dei a eles e quando é o caráter deles mesmo aflorando....

Gente! Sério! O Amor mais Vadio! Com toda certeza!

E eu trocaria essa experiência pela paz da vida em casalzinho pra sempre? Jamais! Que me façam passar por tudo e mais um pouco! Por enquanto aproveito cada sorriso e cada choro como se fossem as coisas mais preciosas do mundo, porque são! E depois... bom... depois a gente pensa no depois...

Mentira... eu penso no depois o tempo todo e vivo num eterno desespero! hahaha

Mas vou ficar mais que feliz se conseguir ensinar pra eles que respeitar é importante, que mudar não é problema nenhum e que o Brasil foi invadido e não descoberto.

Que gostoso voltar a escrever por aqui, ainda mais quando o tema é bonito. Vamos esperar mais inspiração chegar. Enquanto isso, vocês podem ver meu pacotinho de gostosura no Instagram @thais.mamae (ai, gente... olha... até no @ eu já virei mamãe... que lindooooo).

Muito amor pra vocês... vadio... sempre!

0 comentários:

Post a Comment