Monday, October 23, 2017

Amor em alto e bom som

Eu amo Guns N’ Roses. Não é de hoje e não é novidade pra quem me conhece. O amor começou em 1989, com a novela “Que Rei Sou Eu”. Meus pais gostavam porque era uma novela divertida e com aquelas alfinetadas políticas que a galera adorava na época da Ditadura, mas eu gostava porque ficava ansiosíssima esperando ouvir um pedacinho de Patience na trilha sonora!



O amor só cresceu desde então. A espera pela música tocando no rádio e, depois que ganhei o LP da trilha sonora internacional da novela, ouvir aquela maravilha de novo e de novo. Próximo passo: conhecer mais sobre a galera que tocava aquilo.

Aí foi o fim! Me apaixonei por tudo o que aqueles caras tocavam! E não era apaixonite pelo Axl Rose, como a maioria das meninas da minha idade. Era AMOR! E pela banda toda! Eu amava o Axl, o Slash, o Matt, o Duff e cada um dos outros caras que iam e vinham da banda.

O amor nunca diminuiu, pelo contrário, se multiplicou! A cada trabalho solo de cada um deles, depois da separação, as bandas novas que vieram.... tudo só aumentava meu amor.

E eu não estava sozinha nessa empreitada! Sou filha única, mas tenho uma irmã de alma desde a escola! Juliana dividia comigo a paixão pela banda e a gente fez uma promessa: ainda íamos vê-los tocando ao vivo juntas!

Mas a vida, né... a vida é uma sacana, principalmente quando se trata de amor, então nunca conseguirmos realizar o sonho.

MENTIRA!!!! CONSEGUIMOS!!!!! Levou anos, mas....


ACONTECEU! A gente conseguiu mesmo! E foi maravilhoso! O setlist foi perfeito, o tempo tava ótimo, os caras estavam fantásticos.... Talvez o “Not in this Lifetime” faça mais sentido pra mim e pra Ju do que pra eles! Hahaha

Não poderia ter sido mais emocionante. Chorei horrores, gritei horrores, do jeito que ha muito não fazia! Foi ótimo mesmo! Perfeito!

Eu nunca vou esquecer, Ju! Muito amor nessa vida!

1 comentários:

Bela said...

Eu passei por uma emoção assim quando o NKOTB veio aqui em 2010 (se não me engano) e ainda fui acompanhada do meu então príncipe encantado. Foi uma viagem no tempo.

Post a Comment