Friday, October 24, 2014

Perfeita... só que não

Houve um tempo em que eu acreditava quando as pessoas me conheciam e diziam que eu era a mulher que qualquer homem gostaria de ter. 


Hoje sei que os motivos que fazem as pessoas dizerem isso são os mesmos que fazem meus relacionamentos desandarem. 

Não tenho ciúmes louco, não sofro de TPM (conseqüentemente não faço da vida de ninguém um inferno uma vez por mês), gosto de coisas de homens (carros, videogames, cerveja e talz), não ligo pra roupas de marca nem pra me sujar, acho legal o cara que está comigo continuar saindo com os amigos dele e tantas outras coisas que os caras acham o máximo...

Mas o ponto principal é sempre o fato de eu ter tantos gostos masculinos e os caras acharem que namorar comigo seria como ter um "melhor amigo" com quem eles ainda podem transar. 

Só que.......... isso tudo só dura até a página dois. Durante o início é tudo lindo e eles super curtem essas vantagens todas. Aí param pra pensar que eu estou entre homens quase 100% do meu tempo... homens que têm milhares de afinidades comigo e que poderiam ser "parceiros melhores". Nesse momento as paranóias começam, o ciúmes chega e o inferno começa a abrir os portões. 

A encanação com o fato de sempre ter alguém mais dando em cima de mim vira loucura, as coisas saem do controle, perde-se o respeito e acaba tudo muito mal. 

Mesmo que eu me esforce para deixar quem quer que esteja comigo o mais confortável e seguro possível a paranóia aparece e estraga tudo. Parece que não inspiro confiabilidade. A sensação que tenho é que os caras acham que eu fico dando trela pra todo esse povo que eles acham que dá em cima de mim enquanto estou com eles. 


No final das contas, ser a "mulher perfeita" vira o motivo do fim. Quanta ironia!

3 comentários:

Shiniti said...

Nunca pensei nisso, mas acho que é bem assim mesmo. Homens gostam de estar com alguém sem perder a liberdade que tinham quando estavam sós. Mas, com o tempo, esperam que a outra parte comece com cobranças para mostrar que está realmente apaixonada. Encaram a falta de cobrança com indiferença. Muito legal, Thaís...

Rod Ang said...

Não te conheço pessoalmente, mas sempre que posso estou acompanhando suas publicações. Geralmente o homem sente uma insegurança quando encontra uma mulher determinada, outros demonstram o "Amor Enrustido" através do ciumes.
Acho que duas palavras definem este post. Simpatia e Insegurança.

Thais F Roland said...

Obrigada pelos comentários, gente! Não é fácil ser eu, mas eu não quero ser nada diferente disso mesmo assim. :)

Post a Comment