Friday, September 27, 2013

Amores relâmpago


Ah, estes tempos modernos... onde tudo pode ser tão simples quanto um clique... e às vezes é mesmo!
Quanto tudo na vida parece estar complicado, difícil, trabalhoso... pisca uma solicitação de amizade do Facebook no seu celular. Você aprova de imediato, porque é alguém que já tinha despertado seu interesse em uma ou outra situação. E então, num impulso de simplicidade e objetividade, manda uma mensagem pelo inbox comunicando a pessoa sobre seu interesse e avançando sem rodeios.
Como num mundo ideal, a pessoa retribui o interesse e tudo acontece muito rápido! Vocês se encontram, passam horas de qualidade juntos, se despedem e a vida continua.
Uma interação futura parece forçada e desconfortável, então nada mais acontece. E então tudo termina perfeito, com aquele ar de “pode ser que role de novo” mas sem a obrigatoriedade de acontecer. :) Na verdade... o melhor é que nem aconteça mesmo. Ficando assim a atração continua viva e as trocas de olhares continuam gostosas. A magia continua ali e não se estraga nada com uma aproximação afetiva desnecessária.
Não... não é amor, obviamente. Mas deixa o título do post mais interessante. ;)
Mas também não é um “nada”. O período entre o clique no “Adicionar Amigo” e o “Então ta... se cuida, tchau.” pode ser tão intenso quanto qualquer paixão de anos e anos, só que aqui ninguém sabe quase nada sobre ninguém ao mesmo tempo que agora um sabe uma ou outra característica super íntima sobre o outro. Tem coisa mais gostosa? :)
Paixões de uma noite só... o renovador de espírito que a gente precisa de tempos em tempos em nossas corridas vidinhas. ;)

2 comentários:

Liana Carmo said...

Ah... que saudade de coisas leves e macias... que bom seria, que bom seria...

Thais De Abreu Fontes said...

Adorei!!!!

Post a Comment