Wednesday, December 11, 2013

Marcando território

Hoje acordei e o Facebook estava bombardeado pela imagem do suposto ataque de ciúmes da Sra. Obama, digo suposto porque a vida deles é comandada por tantas pessoas que talvez nem tenha sido a Michelle a tomar esta atitude de pedir para ele mudar de lugar, mas pensando na realidade dos meros mortais eu vou acreditar que realmente foi ela quem teve uma crise de ciúmes e resolveu dar a famosa "mijada de poste", mostrar que aquele homem tinha dona e tomar as rédeas da situação.

Acho super engraçado esta coisa de marcar território, nunca fiz isto da forma como vejo por aí, não digo que nunca fiz, mas deve ter sido algo super light se considerarmos os exemplos que acontecem. Até comentei um pouco sobre isto no post Como eu gosto do meu miojo, sobre esta mania que as pessoas tem de querer mostrar que tem participação, intimidade e neste caso da marcação de território: poder, controle, domínio total.

A maioria das pessoas que vi comentando este caso estava apoiando a Michelle, mas sei lá, o marido é dela, o cara sabe que todo mundo está acompanhando até o pum que ele dá e em um evento de importância mundial dá uma desta? Eu não trocaria de lugar, não descontaria "flertando" com outro como muita gente também apoiou (utilizando uma foto de 2011 dela com o Clinton), talvez tivesse ficado com uma cara feia ou mais séria, mas não trocaria de lugar. Trocar de lugar significaria que eu realmente me senti em perigo, que o "meu" homem não respeita nem a minha presença e por isto preciso fazer a linha segurança de boate, que a outra realmente é mais interessante do que eu.

Já falei que "nunca" mijei no poste desta forma e também pouquíssimas vezes mijaram no meu poste assim, até mesmo porque, como diz uma amiga minha, "Sou Maria de um só João" e tento quando estou com a pessoa que gosto evitar situações constrangedoras e deixar claro na medida do possível que estou acompanhada, claro que isto respeitando os acordos existentes na relação. Só que como eu estou em uma época da vida que tudo é novidade e ando vivenciando várias coisas que antes não faziam parte do meu padrão, um dia destes eu recebi uma mijada de poste e confesso que me senti lisonjeada.

É interessante, de uma certa forma,perceber que alguém está fazendo um esforço para mostrar para o outro que você é território proibido, que existe um certo "medo" de te perder e por isto é necessário registrar para as outras pessoas que você tem "dono".

Se fosse um tempo atrás eu ia achar um absurdo, uma falta de confiança, totalmente desnecessário, mas agora achei "bonitinho" e talvez seja isto que as pessoas sintam também, mas em um nível mais agressivo e por isto apoiam a atitude da Sra. Obama e de muitas outras por aí.

7 comentários:

Thais De Abreu Fontes said...

Eu me identifiquei bem com a situação, mas não acho que trocaria de lugar, que isso me remete primário, quando estamos falando de mais com o coleguinha na hora da aula e a "Tia" troca a gente lugar...rsrsr. Mas o olhar furioso, a cara emburrada, putz, sou eu totalmente... primeira reação é cara emburrada. Eu sou dessas de marcar o território sim... ciúmes nível máximo. Acho que ciúmes é talvez um medidor da relação, se acaba o ciúme acabou o interesse, sobretudo tem sempre um medida certa, se não,deixa de ser "bonitinho" e fica insuportável....Mas essa é a minha opinião!
Adorei o post, Parabéns Liana.

Bela said...

Eu nem sei se sou ciumenta ou possessiva, enfim... é isso aí Michelle e Thais Abreu, tamo juntas ;)

Liana Carmo said...

Cara feia também faço, mas confesso que é o meu máximo.
Obrigada Thais ;)

Liana Carmo said...

Haha... Acho que deve ser os dois, digo que deve e não que é porque nunca vi nenhum ataque seu, vc tem esta fama (que vc mesma divulga), mas eu nunca presenciei nada...rs

Anonymous said...

Engraçado que todo mundo fala da Michelle, mas ninguém fala da outra que ficou se abrindo pro Obama, toda oferecida, desrespeitando protocolos e a esposa dele, absurdo...

Liana Carmo said...

É verdade, ninguém quer saber da outra pq a única pessoa que todo mundo sabe que é casada é o Obama, mas adorei esta visão sobre o outro lado.

Anonymous said...

Sim, mas ela pode até não ser casada (não sei nada sobre a fulana), mas um pouco de respeito com o cara que é, ela devia ter... Se não tem respeito porque ele é presidente, deveria pelo menos ter respeito à família dele. É que piriguete é uma raça que existe em todos as classes sociais, cores e cargos...

Post a Comment